A Corregedoria-Geral de Justiça (CGJ) irá realizar, pela primeira vez, uma correição por excelência em unidade judicial de Boa Vista. A Portaria CGJ nº 85/2017, publicada no Diário da Justiça Eletrônico desta sexta-feira (15), institui a correição na 3ª Vara Cível da Comarca de Boa Vista no período de 20 a 22 de setembro de 2017.

De acordo com o chefe da Diretoria de Gestão de 1º Grau da CGJ, Adilson Neves, a correição por excelência é realizada nas unidades de primeiro grau que apresentam resultados acima da média. “Observamos em nossos relatórios que a referida unidade apresenta alteração positiva nos índices e nos parâmetros de eficiência. Durante a correição, buscaremos identificar as boas práticas e as metodologias de trabalho adotadas por eles para, posteriormente, difundir em outras unidades”.

Os relatórios apresentados pela assessoria estatística da CGJ apontaram que a 3ª Vara Cível se mantém produtiva em todos os índices como, por exemplo, nas metas do CNJ, processos baixados e redução de acervo. “Para entender melhor esse desempenho é importante ressaltar que, por meio da Resolução CGJ Nº 26/2016, a unidade parou de receber processos no período de outubro de 2016 a abril de 2017 e soube aproveitar o momento para reduzir significativamente o seu acervo julgando mais processos do que o esperado mantendo, assim, a sua produtividade ao voltar a receber processos em maio deste ano”, analisou a estatística Isabela Pagani.

Para o diretor de secretaria da 3ª Vara Cível, Héber dos Santos, alguns procedimentos adotados foram essenciais para a melhora nos índices da unidade. “A rotatividade de juízes e servidores era muito frequente e esse fator quebrava o ritmo do trabalho, porém, há cerca de um ano, uma nova equipe foi formada e passamos a investir em estratégias de desenvolvimento, foco, eficiência e engajamento do grupo. Outro fator que merece destaque é o livre acesso com o juiz titular da unidade, Dr. Rodrigo Delgado, que recebe os servidores para discutir as problemáticas e encontrar as soluções de forma conjunta”, disse Héber.

O corregedor-geral de Justiça, desembargador Mauro Campello falou sobre a iniciativa. “Essa é a primeira correição por excelência realizada pela Corregedoria e trata-se de importante ação do Planejamento Estratégico da CGJ que visa promover ações de reconhecimento das atuações de excelência de magistrados, servidores e colaboradores da justiça”, finalizou Campello.

Efetivo – A 3ª Vara Cível, localizada na Praça do Centro Cívico, é composta pelo juiz titular, Dr. Rodrigo Delgado, pelo diretor de secretaria, Héber dos Santos, pelos assessores jurídicos Lumark Maia e Isadora Mendonça, pela chefe de gabinete, Joseane de Souza, pelos técnicos Dorgivan e Silva, Humberto de Souza, Patrícia Wickert, Paulo de Carvalho, Priscilla Suarez e Rafael Costa, e pelos estagiários Paulo Ferreira, Tharcylo de Almeida, Carlos Silva, Tárciara Souza e Michele Valente